Rede de Cooperação

A Cientista Agrícola

A Cientista Agrícola é uma plataforma agrícola que disponibiliza conteúdos acessíveis para todo o tipo de públicos. Com diversificados conteúdos agrícolas, é um local de encontro entre todos aqueles que gostam de agricultura e áreas relacionadas.

Agroportal

O agroportal é uma plataforma de informação digital que reúne a informação relevante sobre agricultura. Tem um foco na Política Agrícola Comum e a sua aplicação em Portugal.

ANESPO

ANESPO Associação Nacional de Escolas Profissionais criada em fevereiro de 1991, reúne a maioria das Escolas Profissionais, pertencentes às diferentes entidades privadas da sociedade civil, de Associações Empresariais, Fundações, Cooperativas, Municípios e Sociedades, constituídas nas diferentes áreas permitidas por lei. A ANESPO é uma associação sem fins lucrativos, cujos princípios orientadores são a sua atividade: apoio às Escolas Profissionais; promoção e dignificação da educação artística e profissional; implementação de projetos inovadores, através do estabelecimento de parcerias com instituições nacionais e transnacionais; reforço do papel das Escolas Profissionais na comunidade; promoção da qualidade do ensino nas Escolas Profissionais, nomeadamente contribuindo para a definição de princípios de orientação pedagógica e certificação profissional; desenvolvimento da formação contínua de professores; atuação como interlocutor com as várias instituições.

ASDPESO – Associação para o Desenvolvimento Pessoal e Social

ASDPESO – Associação para o Desenvolvimento Pessoal e Social, fundada no ano de 2004, em Braga, é uma instituição particular de solidariedade social, sem fins lucrativos, reconhecida de utilidade pública, que integra quatro entidades: Colégio João Paulo II, Dumiense Colégio João Paulo II Futebol SAD, Cooperativa Terra Convida C.R.L. e Centro de Desenvolvimento Pessoal e Social.
Além da criação e gestão de estabelecimentos de ensino, os estatutos da ASDPESO preveem o desenvolvimento de projetos de colaboração com entidades nacionais e estrangeiras, no sentido de garantir a igualdade de oportunidades no acesso a uma formação científica e humana de excelência..

Associação dos Agricultores do Ribatejo

Associação de Agricultores do Ribatejo – Associação sem fins lucrativos que presta apoio em diversas áreas: jurídica, contrato coletivo de trabalho, elaboração de projetos de investimento., gestão da rega, produção integrada, agricultura biológica, formação, elaboração de candidaturas IFAP, parcelário, licenciamento de explorações agrícolas e de recursos hídricos, aconselhamento agrícola, entre outros. A AAR promove a defesa independente dos interesses dos seus associados.

Brain Entertainment Group

Brain Entertainment Group – A Brain nasceu em 1999 e é uma das maiores referências no mercado do entretenimento e da comunicação. Oferece uma gama de 360 soluções com agentes e serviços exclusivos sem recurso a contratação externa. Foi distinguida em janeiro de 2020 com classificação AA – a mais alta no “SCOREPME Performance and Sustainability Index” emitido pela Scoring.pt, colocando-o assim no TOP 25% das melhores PMEs em Portugal.

Canal180

Canal180 é um canal português por cabo dedicado inteiramente à cultura, artes e criatividade

Casa do Professor

Casa do professor – A Casa do Professor é a mais antiga associação de solidariedade social do país, criada com a finalidade de apoiar os professores de todos os níveis de ensino, através da promoção de iniciativas de caráter social, científico, formativo, cultural e recreativo. A instituição, para a consecução desse objetivo, oferece um conjunto muito diversificado de atividades e serviços, em benefício de cerca de 11.000 associados, aos quais acrescem os respetivos familiares diretos.

CATAA – Centro de Apoio Tecnológico Agro Alimentar

CATAA – Centro de Apoio Tecnológico Agro Alimentar assume-se como um centro de excelência, a nível nacional e transfronteiriço, no apoio tecnológico ao sector agroalimentar, na promoção da investigação e no desenvolvimento e inovação em áreas de intervenção alinhadas com as prioridades das empresas.

Áreas de Intervenção do CATAA:

INOVAÇÃO + I&DT

– Desenvolvimento de novos produtos alimentares
– Otimização de processos de fabrico
– Investigação aplicada

LABORATÓRIOS

– Análise de segurança e qualidade alimentar
– Análise sensorial e neurosensorial de alimentos

QUALIFICAÇÃO

– Entidade formadora certificada pela DGERT
– Estudos de mercado
– Sessões de Capacitação aplicadas ao setor agroalimentar

Centro Social e Cultural São Pedro de Bairro

O Centro Social e Cultural de S. Pedro de Bairro é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, de utilidade pública sem fins lucrativos. Foi fundada como Associação em 13 de Dezembro de 1983, tendo vindo a aumentar a prestação de serviços gradualmente, procurando corresponder às necessidades sentidas pela comunidade.

O âmbito da acção é regional, privilegiando o concelho de V. N. Famalicão. Tem como objetivo o desenvolvimento, a promoção social e cultural e a criação de respostas conducentes à minimização das carências da comunidade local e concelhia.

No sentido de continuamente operacionalizar este objetivo, a Instituição tem procurado implementar respostas de âmbito diversificado, pelo dispõe atualmente 11 valências nomeadamente:

  • Creche,
  • Jardim de Infância,
  • Atividades de Tempos Livres,
  • Centro de Dia, Centro Convivío,
  • Centro de Atividades Ocupacionais,
  • Centro de Apoio Familiar e Acompanhamento Parental,
  • Estrutura Residencial para Idosos,
  • Serviço de Apoio Domiciliário,
  • Formação Profissional,
  • Serviço Atendimento e Acompanhamento Social.

Atende diariamente 600 utentes, intervindo no sentido da promoção do bem estar biopsicossocial, procurando satisfazer, potenciar capacidades, criando oportunidades de concretização de interesses e motivações.

Ao longo de 35 anos da sua existência, orientou-se as suas ações por valores nobres como a Humanização, Solidariedade, Doação, Partilha, Amizade, Amizade, Compreensão, Fraternidade e Igualdade e com eles conseguiu construir os alicerces de um espírito de solidariedade que caminha no sentido de corresponder as exigências da comunidade.

CONFAGRI

CONFAGRI – Constituída em Outubro de 1985, com o objetivo essencial de contribuir para o crescimento e desenvolvimento equilibrado e efetivo do Sector Cooperativo e, em particular, da Agricultura Portuguesa, a CONFAGRI – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, CCRL – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, é a estrutura de cúpula de praticamente todo o Universo Agrícola Cooperativo de Portugal. A missão da CONFAGRI é ser um parceiro social representando a agricultura em Portugal nas suas interações com o Estado, a União Europeia ou outras organizações internacionais. A CONFAGRI é também responsável pelo apoio ao sector agrícola em Portugal em termos de divulgação de informação, apoio à importação e exportação de bens agrícolas, promoção e desenvolvimento das comunidades rurais e assistência a programas de desenvolvimento no sector agrícola.

COTHN- Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional

A criação do COTHN correspondeu a uma velha aspiração do sector hortofrutícola nacional, tendo sido apresentado o actual projeto em 26 de Março de 2001, por debate público entre todos os parceiros. O debate público foi promovido pelo Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural, em conjunto com as principais organizações privadas do sector hortofrutícola nacional (participaram neste debate para além da SEDR os Centros Operativos do Regadio e de Citricultura).

Escola Básica António Rodrigues Sampaio

O Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio aposta na oferta de um ambiente adequado ao desenvolvimento integral dos seus alunos. Para além da excelência académica e de outros valores que são importantes para uma educação de qualidade, a escola é aqui assumida como um lugar de sorrisos. Ser feliz na escola é um ideal de toda a comunidade escolar.
Escolas do Agrupamento:

  • Escola Básica de Belinho
  • Escola Básica de Góios
  • Escola Básica de Guilheta- Antas
  • Escola Básica de Mar
  • Escola Básica de Pinhote
  • Escola Básica de Rio de Moinhos
  • Escola Básica de Vila Chã
  • Escola Básica de António Rodrigues Sampaio
  • Escola Básica de Forjães
  • Jardim de Infância de Cepães

Escola Básica de Forjães

O Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio aposta na oferta de um ambiente adequado ao desenvolvimento integral dos seus alunos. Para além da excelência académica e de outros valores que são importantes para uma educação de qualidade, a escola é aqui assumida como um lugar de sorrisos. Ser feliz na escola é um ideal de toda a comunidade escolar.
Escolas do Agrupamento:

  • Escola Básica de Belinho
  • Escola Básica de Góios
  • Escola Básica de Guilheta- Antas
  • Escola Básica de Mar
  • Escola Básica de Pinhote
  • Escola Básica de Rio de Moinhos
  • Escola Básica de Vila Chã
  • Escola Básica de António Rodrigues Sampaio
  • Escola Básica de Forjães
  • Jardim de Infância de Cepães

Escola de Ciências Agrárias e Veterinárias Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

A Escola de Ciências Agrárias e Veterinárias (ECAV) – integrada por quatro departamentos: Agronomia; Ciências Florestais e Arquitetura Paisagista; Ciências Veterinárias; e Zootecnia. No seu conjunto, a escola é responsável por uma oferta educativa que abrange um leque variado de cursos, quer ao nível de licenciatura e mestrado, quer ao nível de doutoramento.

Às licenciaturas e mestrados em Engenharia Agronómica, Engenharia Zootécnica, Engenharia Florestal, Enologia e Arquitectura Paisagista, junta-se o mestrado integrado em Medicina Veterinária. E ao nível de doutoramento, a ECAV oferece cursos em Ciências Veterinárias, em Ciência Animal e Ciências Agronómicas e Florestais.

Escola de Ciências da Vida e do Ambiente Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Escola de Ciências da Vida e do Ambiente (ECVA) tem como missão fundamental a realização continuada das tarefas de ensino, investigação, transferência de ciência e tecnologia, difusão da cultura e prestação de serviços especializados. Integra os departamentos de Biologia e Ambiente; de Desporto Exercício e Saúde; de Genética e Biotecnologia; de Geologia; e de Química. A oferta educativa dos seus departamentos é, por isso, muito abrangente, captando alunos desde as ciências ligadas à biologia, alimentação e ambiente, até às ciências do deporto.

Escola de Ciências Humanas e Sociais da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Escola de Ciências Humanas e Sociais (ECHS)– A ECHS integra os departamentos de (Economia, Sociologia e Gestão; Educação e Psicologia; Letras, Artes e Comunicação) tem como missão fundamental produzir, difundir e aplicar o conhecimento nas áreas das humanidades e das ciências sociais. Assume, por isso, a promoção da criatividade, inovação, reflexividade e pensamento crítico nestas áreas, como fatores essenciais de desenvolvimento sustentável e de bem estar da sociedade.

Escola de Ciências Sociais - Universidade de Évora

A Escola de Ciências Sociais é uma das maiores unidades orgânicas da Universidade de Évora. Engloba oito departamentos, de desigual dimensão, seis dos quais sediados no edifício histórico do Colégio do Espírito Santo e mais dois no Colégio Pedro da Fonseca.

Ministra 11 cursos de 1.º Ciclo, 29 de 2.º Ciclo (entre os quais 2 Mestrados Europeus Erasmus Mundus) e tem presentemente 9 Pós-graduações, devido ao esforço de todos os departamentos no sentido da adequação da respectiva formação dos alunos.

No âmbito das Ciências Sociais, existem na UÉ oito Centros de Investigação.

Praticamente todos os departamentos da ECS têm uma forte tradição de prestação de serviços à comunidade segundo várias modalidades.

Escola Secundária João Gonçalves Zarco

Escola Secundária João Gonçalves Zarco– Uma Escola que presta à serviços à comunidade e proporciona aos estudantes a aquisição e certificação de competências científicas, técnicas e comportamentais que lhes permitam assumir, com sucesso, num cenário de um mundo em mudança, um papel social e profissionalmente ativo.

Escola Superior Agrária de Coimbra

Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC), é uma escola de ensino superior politécnico estatal de agricultura, com sede em Coimbra, Portugal. A mais antiga das instituições autónomas do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), a ESAC é uma instituição de criação, transmissão e divulgação de ciência, tecnologia e cultura, ao serviço da sociedade, globalmente orientada para a prossecução dos objetivos do ensino superior politécnico, no campo das tecnologias, ciências agrícolas e afins, engenharia, turismo e lazer. A missão da ESAC é formar profissionais de alto nível tecnológico, científico, profissional e cultural, com base na investigação e desenvolvimento, tendo em conta os aspetos científicos, técnicos, éticos e culturais.

Escola Superior Agrária de Ponte de Lima

Escola Superior Agrária de Ponte de Lima (ESA – IPVC)– A Escola Superior Agrária, integrada no Instituto Politécnico de Viana do Castelo, foi criada em 1985 através do Decreto do Governo n.º 46/85, de 22 de Novembro. A ESA apresenta como atribuições:

• A formação inicial; a realização de cursos conducentes à obtenção, nos termos da lei, do grau de licenciatura e de mestrado;

• A formação recorrente e a atualização;

• A realização de cursos técnicos e superiores profissionais e cursos de pequena duração, creditáveis com certificados ou diplomas adequados; a organização ou cooperação na organização de cursos de formação profissional relacionados com os seus domínios de atividade, não diretamente enquadrados no sistema escolar;

• A investigação e o desenvolvimento; a realização de trabalhos de investigação aplicada e de desenvolvimento experimental;

• O apoio ao desenvolvimento regional; estabelecimento de acordos, convénios e protocolos de cooperação com outros organismos e instituições públicas ou privadas, nacionais, estrangeiros ou internacionais, nos termos dos Estatutos do IPVC.

Escola Superior Agrária de Viseu

Escola Superior Agrária de ViseuA ESAV oficialmente criada a 19 de Dezembro de 1994, é uma das unidades orgânicas do Instituto Politécnico de Viseu, integrada na rede do ensino superior público português, ao nível do ensino politécnico. Dando continuidade à tradição, a Cidade de Viseu teve o privilégio de ser pioneira no Ensino Agrícola em Portugal através da criação da Escola Prática de Agricultura de Viseu, por Decreto de 1852. A ESAV pretende transmitir e divulgar conhecimentos para formar estudantes com elevado nível de competências nas áreas das ciências agrárias, alimentares e veterinárias; promover a investigação aplicada e a sua divulgação, o intercâmbio cultural, científico e tecnológico com instituições nacionais e internacionais similares e a relação com a comunidade empresarial, a fim de contribuir para o desenvolvimento da região e do país.

Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragança

Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragançadesenvolve a sua ação em três áreas principais de atividades inter-relacionadas: ensino; investigação, experimentação e desenvolvimento tecnológico; e apoio comunitário. Este modelo de funcionamento e de ação, permite uma formação constante e contínua do pessoal, atualizada através da investigação realizada quer no decurso da obtenção dos graus académicos, quer no desenvolvimento de vários projetos com financiamento externo feito em estreita ligação com a comunidade. Este conhecimento adquirido e acumulado é constantemente transmitido à comunidade sob diversas formas, desde a formação profissional até ao apoio técnico e científico a organismos públicos. Em termos de educação, a ESA está ativa no campo das Ciências Agrárias, cujos campos de conhecimento e formação académica incluem: agricultura, engenharia rural, engenharia alimentar, biotecnologia, ambiente, gestão de recursos naturais, entre outros. Estas são formações académicas que, na sua maioria, são praticadas na ESA há mais de dez anos, de forma interligada e complementar entre os vários cursos, o que confere à Escola uma identidade única na formação em Ciências Agrárias resultante da interligação desta área do conhecimento com as áreas do ambiente, tecnologia alimentar e biotecnologia, entre outras.

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto– A FCUP é uma unidade orgânica da U.Porto com pessoal próprio e autonomia estatutária, científica, pedagógica, administrativa e financeira, nos termos da lei, dos estatutos da U.Porto e da FCUP.
Está localizada no Pólo 3 da UPorto – Pólo do Campo Alegre, onde estão sediados os edifícios dos Serviços Centrais (FC5), dos Departamentos: de Biologia (FC4), de Ciência de Computadores (FC6), de Física e Astronomia (FC3), de Geociências, Ambiente e Ordenamento do Território (FC3), de Matemática (FC1), de Química e Bioquímica (FC2), e da Biblioteca (FC1).
É uma das unidades orgânicas da U.Porto mais antigas e de maior dimensão, com uma oferta formativa altamente diversificada em Ciências Exatas, Naturais e de Computadores, em todos os ciclos de estudo (Licenciatura, Mestrado e Doutoramento), com sinergias entre as diferentes áreas científicas existentes, que detém uma cultura de Escola de Excelência em Ciência, Investigação, Tecnologia e Inovação, e com ações nas áreas da Cultura e da Responsabilidade Social, num ambiente aberto e inclusivo. e que pretende promover impacto societal inovador e sustentável a nível regional, nacional e internacional.

Fundação de Serralves

Fundação de SerralvesA missão da Fundação de Serralves é aumentar a consciência e o conhecimento entre audiências de diferentes origens e grupos etários, em relação à arte contemporânea, à arquitetura e à paisagem e às questões-chave que a sociedade enfrenta no presente e no futuro – nomeadamente a preservação do ambiente. A Fundação tem uma abordagem integrada baseada nos seus bens patrimoniais excecionais, incluindo, em particular, o Museu de Arte Contemporânea e o Parque. Multidisciplinar e fiel à sua missão, a Fundação de Serralves é considerada como um dos projetos culturais mais bem sucedidos e consolidados de Portugal, com projeção e reconhecimento nacional e internacional únicos. Localizada na cidade do Porto, a Fundação possui um rico património histórico e cultural, incluindo o Museu, concebido pelo arquiteto Álvaro Siza, vencedor do Prémio Pritzker 1992, a Vila de Serralves, um exemplo único de Arquitectura art deco, e o Parque de Serralves, concebido pelo arquiteto francês Jacques Greber, que recebeu o “Prémio Henry Ford para a Preservação do Ambiente” em 1997.

Mais Ribatejo

MAIS RIBATEJO é um diário online. Propõe-se oferecer uma informação de proximidade, nas áreas da cultura, educação, saúde, economia, desporto, sociedade e política, centrada no distrito de Santarém, mas também sobre o que se passa no país e no mundo.
Sendo um jornal online independente dos poderes económicos e de todas as forças políticas, propõe-se ser um jornal aberto à participação dos diversos quadrantes, um espaço plural, com lugar para a opinião esclarecida, para o debate de ideias e propostas para o desenvolvimento das comunidades do distrito de Santarém.

Mundo Científico

Mundo Científico é uma PME dedicada a fomentar as relações ciência/sociedade através de eventos de educação científica e comunicação. Constituída por uma equipa de educadores e investigadores, é através do contacto direto com o público e do desenvolvimento de projetos que Mundo Científico tem apoiado professores, famílias e departamentos educacionais de instituições públicas e privadas na sua missão. Para além de colocar o público em contacto com materiais e equipamentos científicos específicos, há um esforço para desenvolver, simultaneamente, protocolos acessíveis, de baixo custo e reprodutíveis para que a Ciência chegue de facto a um grande público.

Ovibeira

Associação de produtores agropecuários que reúne mais de dois milhares de associados na região da Beira Baixa, predominantemente nos concelhos de Castelo Branco, Vila Velha de Ródão, Penamacor e Idanha-a-Nova.

Rio Neiva

Rio Neiva ONG ambiental, fundada em 1989 e localizada em Esposende, Portugal, tem como objetivo defender e melhorar o ambiente natural local e promover um desenvolvimento regional equilibrado do vale do rio Neiva. Desenvolve ações de educação ambiental e de desportos de natureza, dirigidas à comunidade escolar local e aos residentes locais. O Rio Neiva é: Registado na Rede Nacional da Juventude Associativa; classificado como Organização Não-Governamental Ambiental; Declarado, a partir de 2 de novembro de 2017, como Organização de Interesse Público (“Entidade de Utilidade Pública”).

Sociedade portuense - outras tendências (S.P.O.T)

A S.P.O.T colabora  com  entidades públicas e privadas, de todas as partes  do  mundo, na busca  de soluções criativas para os seus projectos. Ademais, cria, organiza e produz uma  variedade de  projectos com o objetivo de proporcionar experiências culturais ligadas à noção de identidade e de comunidade.

Voz do campo

A revista Voz do Campo é uma publicação mensal especializada no setor agrário.

Tem uma tiragem de 10 mil exemplares/edição. A circulação é feita através de Assinatura e Venda Online e junto dos seus parceiros comerciais em colóquios, workshops, seminários, dias de campo e outros eventos.

O Greenlight é baseado numa abordagem holística, diretamente ligada ao desenvolvimento de confiança na UE e entre todos os cidadãos, incluindo agricultores e não agricultores

Tens questões? Queres saber mais? Tens interesse em participar nas atividades? Contacta a equipa

semear informação, nutrir confiança, colher cooperação

semear informação, nutrir confiança, colher cooperação

semear informação, nutrir confiança, colher cooperação

semear informação, nutrir confiança, colher cooperação

semear informação, nutrir confiança, colher cooperação